Algumas coisas que eu gostaria de dizer;

  1. Meu WP bugou de novo o que atrasou bastante esse capítulo mas, @Iviless senpai me deu uns conselhos e acho que não vai voltar a acontecer.
  2. Esse capítulo tinha algumas partes escritas com uma sintaxe estranha, se vocês acharem que algo está estranho ou que não faz sentido, me avisem e eu vou tentar corrigir.
  3. Daqui pra frente grande parte dos capítulos foram traduzidos por pessoas que optam por deixar expressões, onomatopeias e algumas outras coisas em japonês. Eu gostaria de saber se vocês preferem que eu mantenha essas expressões ou traduza tudo pro português?

Bom é isso. Boa leitura!

Traduzido de NetBlazer

Capítulo 44: Teste da Muir Completado

Dois dias se passaram.O fim do ultimo dia antes que o prazo chegasse. Durante esse tempo, uma chance de pegar Rarashik ainda não tinha aparecido para Muir.

Devido a fadiga causada por constantes tentativas, Muir mal podia ficar em pé. Ela estava um trapo. Durante os dois dias, ela perdeu uma considerável quantia de tempo devido a perder a consciencia várias vezes.

Como esperado. sem comer, beber, ou descansar, continuar batalhando constantemente por três dias era impossível. Portanto, pausas foram dadas durante a disputa (embora elas tenham sido bem curtas). Entretanto, os benefícios de ter aquelas pausas ainda precisavam se revelar.

Mesmo durante aqueles três dias, o sorriso no rosto de Rarashik falhou em desaparecer.

“Nn~, isso não parece bom, huh.”

Coçando a cabeça, Rarashik olhou fixamente para Muir que estava esticada no chão, exausta. Não seria estranho pra Muir, que tinha estado implacavelmente continuando seu ataque pelos últimos dias, estar desprovida de energia.

“É bom ver que você é teimosa mas, se você está apenas nesse nível então te falta o poder para ser minha discípula.”
“Uu….”

Muir desesperadamente pois toda a força que tinha em levantar-se do chão. Arnold fechou os olhos, incapaz de continuar assistindo o espetáculo por mais tempo. Vendo a aversão dele, Hiiro abriu a boca.

“Isso é surpreendente. Eu esperava que você já teria dito para que elas parassem a essa altura, mas?”
“Como se eu fosse para-las! Aquela garota… Tem um olhar tão desesperado em seu rosto, não existe pai no mundo que iria para-las agora.”
“Fun.” (*exalando ar*)
“O que eu estou dizendo, é que eu acredito que a Muir pode vencer.”

Arnold juntou as mãos como se estivesse rezando. Hiiro presumiu que, considerando a personalidade do Arnold, ele teria parado a disputa. Entretanto, o que Hiiro falhou em perceber, foi que Arnold estava sempre pensando no que era melhora pra Muir.

Como foi pela própria vontade dela que Muir tomou a decisão de se esforçar contra Rarashik, Arnold tinha que aceitar. Se Arnold as parasse, seria como se ele estivesse negando a vontade da Muir. Se ele fizesse tal coisa, ele seria desqualificado para ser pai dela.

(Bem, aqueles dois podem pensar o que quiserem. Independente disso, as coisas vão ficar inegavelmente duras daqui pra frente.)

Durante esse período de dois dias, mal houve algum progresso. Mesmo que os movimentos da Muir tenham ficado melhores, parecia insignificante comparado a Rarashik.

Quer Muir passasse esse teste ou falhasse, Hiiro não se importava. Isso era simplesmente porque Hiiro estava completamente não relacionado com esse assunto. Entretanto, vendo o corpo em farrapos de uma garota que estava seriamente se esforçando. Hiiro pensou que provavelmente fosse natural sentir desprezo pelo outro lado.

O oponente de tal garota estava sorrindo tão convenientemente, como se a garota estivesse dançando na palma de suas mãos. Naturalmente, isso não dava uma sensação boa. Hiiro não podia se sentir de outra forma a não ser substituir aquele sorriso da Rarashik por espanto.

O qual foi o por que do Hiiro decidir abrir a boca.

“Oy, Chibi” (Tl: Chibi = Baixinha)

Todo mundo olhou pro Hiiro que era a fonte do barulho repentino. Até a Muir, que estava mal tratada e cansada, reagiu a voz do Hiiro.

“Se você quer tornar-se mais forte, então pare de ser tão meticulosa.”
“…….?”
“Lembre do que aconteceu antes. Mesmo que seja vago, lembre-se o que você sentiu daquela vez.”
“D- Daquela vez…?”

Hiiro fechou os olhos enquanto cruzava os braços. Aquele era o sinal que significava que ele não tinha mais nada a falar.

“Hiiro… você…”

Os olhos de Arnold estava arregalados enquanto ele encarava Hiiro. Era inacreditável que aquele Hiiro tinha dado conselhos a alguém. Por bem ou por mal, Hiiro se importava apenas com ele mesmo, e ainda, ele aconselhou Muir. Seja como for, Arnold sentiu alegria se espalhar em algum lugar dentro dele.

“É isso mesmo, Muir! Mesmo que você não tenha fé em sua própria força, coloque sua fé em mim que acredito em sua força!”
“O- Oji-san….”
“Escute! Você definitivamente vai ficar mais forte! Eu garanto!”

As palavras do Arnold  pareceram perfurar o peito da Muir. Em seguida, Muir sentiu como se as palavras do Hiiro tivessem envolto seu corpo todo.

“Caramba~, eles são um pessoal barulhento. Se vocês acham que aquelas palavras vão faze-la mais forte, então…”
Repentinamente, as longas orelhas de coelho da Rarashik ficaram tensas. Ela olhou pra Muir que estava cambaleando.
“Hiiro-san, Oji-san… obrigado.”

Uma forte luz habitava os, uma vez incertos, olhos da Muir.

“…Fu~n, entendo…”

Rarashik sorria significativamente. Se os olhos dela estavam cheios de expectativas ou divertimento por ver o esforço de uma fracote era incerto.

Muir fechou os olhos e respirou fundo.

(Certo, eu não estou certa se eu realmente tenho a força. Eu não sei se eu posso me tornar mais forte. Entretanto, O oji-san acredita em em mim. Tal pessoa colocou sua fé em mim!)

Ela fechou suas mãos com força.

(Eu não vou hesitar mais! Eu só preciso me lembrar o que aconteceu naquele momento!)

Muir se relembrou o momento em que ela foi capturada pela Clay Viper, quando ela tinha despertado seu poder. Não estava claro, entretanto, naquele momento ela própria tinha uma vontade desesperada de escapar. Os pensamentos de querer obter poder tinham definitivamente passado pela sua mente.

“É isso mesmo! Eu de alguma forma vou ser capaz de fazer algo por conta própria!”

Naquele momento…

*pachi pachi pachi pachi pachi pachi pachiiiiiiiii*  (*Estalos de eletricidade*)

Uma vista vagamente familiar tinha sido obtida pela segunda vez. O corpo da Muir brilhava intensamente, dando origem a uma tremenda descarga elétrica. As faíscas ferozmente dispersaram-se em todas as direções, como se elas fossem feras procurando por vitimas.

“O qu-?!”

Como esperado, essa situação estava fora até mesmo das expectativas da Rarashik. Os olhos dela se arregalaram enquanto sua pupila parecia tremer ligeiramente com perplexidade.

Entretanto, Rarashik não era o único alvo. Qualquer coisa que não fosse a Muir tinha sido determinado como vitima para os raios atacarem.

“W-whoa-!” (Arnold)

Arnold desesperadamente esquivou-se. Um raio acertou o chão deixando-o chamuscado. Era uma cena arrepiante. Se um daqueles acertasse diretamente, era possível que eles não sairiam ilesos.

Em seguida, outro raio se estendeu em direção ao Hiiro.

“Inacreditável. Eu sei que eu disse para não pensar muito, mas envolver espectadores é um pouco de mais, sabe.”

Embora Hiiro tenha tentado desviar para o lado, outro raio já tinha encontrado seu caminho até lá em direção a ele. Não, era mais como se a descarga tivesse praticamente o cercado. Nesse ritmo, ele tornaria-se uma vitima dos raios.

Estalando a língua, Hiiro foi forçado a escrever “Proteger” a fim de se proteger. Uma pálida parede de magia envolveu seu corpo, repelindo o raio que chegava.

“Aquilo é… -tch!?”

Considerando a situação, Rarashik estreitou os olhos. Entretanto, um raio estava se aproximando dela.

“Esse não é o momento para ficar olhando pros lados.”

Estalando de leve a língua, Rarashik evitou o raio com movimentos ágeis. Enquanto ela desviava, ela contemplou.

(Então é por volta desse nível de poder que foi liberado. Eu acho que a pequena senhorita perdeu a consciencia… o qu-!?)

A quantidade de energia era claramente  num estado exaltado, fora de controle. Muir que tinha produzido tal descarga, parecia ter sido privada de sua consciencia. Pelo menos, foi o que Rarashik tinha pensado. Mesmo assim, Muir estava olhando diretamente para ela.

Claro, o rosto da Muir se contorceu de dor. Ainda assim, a luz nos olhos dela ainda não tinha enfraquecido, capturando nitidamente a imagem da Rarashik dentro deles.

(Impossível! Ela ainda está consciente!?)

Em seguida, Muir tirou seu gorro rasgado, revelando a aparência de seu cabelo branco prateado e suas esplêndidas orelhas de fera.

(Como pensei, não é exatamente como aquele Hiiro ou alguma coisa boya…) (boya = garoto)

Ela lembrou que Hiiro disse que eles eram apenas da mesma raça. Entretanto, o que aconteceu no momento seguinte chocou Rarashik.

Repentinamente, as orelhas cinza prateadas da Muir começaram a brilhar com uma luz prateada, transformando de orelhas com formato que seria considerado normal para um formado que se assemelhava ao de asas. O tamanho das orelhas também tinha dobrado quando comparado ao original.

(Aquilo são  «Orelhas de pena prateadas»! Aquele cabelo e aquelas orelhas!? E pensar que havia um sobrevivente daquele clã!)

Entretanto, mesmo aquele pensamento era efêmero, enquanto ela estava correndo e pulando, um raio, parecido com o anterior, havia caído em frente a ela. Rarashik momentaneamente parou suas pernas como se estivesse dando uma pausa para não ser acertada. Entretanto, era exatamente por esse momento que a Muir estava esperando.

(Agora! Essa é a única chance que eu vou ter! Colocar toda minha força restante nas minhas pernas!)

Mesmo Muir ainda não sendo capaz de controlar livremente o poder dela, luz se juntou na base de seus pés. Naquele momento, as orelhas dela bateram como se elas fossem asas.

*Byun* (*movimento rápido*)

“T- Tão rápido!?”

Vendo a Muir avançar em sua direção com um tremenda velocidade, Rarashik instintivamente colocou sua mão direita nas costas da Muir enquanto ela pulou sobre ela, evitando ser atingida.

Entretanto, era altamente provável que Muir fosse se chocar contra a parede com tamanha velocidade.

“MUIR!!!”

Arnold gritou enquanto ele imediatamente se jogou entre Muir e a parede.

*Slaaaaaaaaaaam* (*Batida*)

Arnold pegou a Muir com seu próprio corpo, o som do corpo dele colidindo com a parede ecoou. O corpo do Arnold serviu como um colchão, resultando no corpo da Muir sair ileso. Entretanto…

*pachi pachi pachi pachi pachi pachi pachiiiiiiiii* (*Eletricidade*)

“Ma, mamamamamamatatatatatagagagagagagaaaaaaaaaaaaa” ((NetBlazer>)Arnold TL: Provavelmente dizendo algo do tipo “Eu vou ficar bem”)

Mais uma vez, como da última vez, foi Arnold que sofreu com o ataque.

Depois de receber o dano, a luz gradualmente desapareceu do corpo da Muir. Parecia que as faíscas tinham diminuído. As orelhas da Muir também retornaram ao seu estado normal.

“O- Oji-san! Eu sinto muito!”

Nos braços de Arnold. Muir olhou pra cima e imediatamente se desculpou.

“Aha… hahaha… Eu estou bem. Estou bem…”

Como o corpo dele estava tremendo, estava claro que ele não estava nada bem. Entretanto, ele simplesmente sorriu e tentou tranquilizar a Muir.

“E- Eu estou tão feliz…”

Expressando sua genuína gratidão, ela desmaiou de exaustão no peito de Arnold.

“Muir!”

Arnold rapidamente a segurou nos braços dele. Entretanto, depois de ouvir a respiração silenciosa dela, a compostura do Arnold mudou para uma de alívio.Ele gentilmente colocou sua mão na cabeça dela.

“Você realmente se esforçou, Muir”

Arnold afetuosamente acariciou a cabeça dela. Aquela que estava sendo acariciada relaxou as bochechas numa expressão confortada.

Olhando pros dois, Rarashik intuitivamente mostro um sorriso torto.

“Eu não acredito. Em pensar que eu perdi o jogo em apenas três dias…”

Rarashik murmurou enquanto olhava pra sua mão direita. De fato, uma das limitações dela a restrição das duas mãos. O fato de que ela usou a mão direita significava que era a completa derrota dela.

“Com isso, agora ela é sua discípula, huh Chibi-Usagi?” (Chibi-Usagi = Coelha baixinha)
“Acho que sim. Honestamente, mesmo que eu tenha dito que parecia ser um saco, tudo o que eu queria fazer era medir o poder e o potencial dela.”
“Oy, isso significa que mesmo que vocês não fizessem essa pequena disputa, você a teria feito sua discípula de qualquer jeito?”
“Ah? Mais ou menos. Arnold é um idiota mas mesmo assim, ele não estava sendo um pouco tolo de mais? Eu não pensei que ele traria junto alguém a qual faltassem talento e experiência numa jornada perigosa.Portanto, eu sabia que algo era estranho sobre aquela garota mas… pensar que ela era uma «Ginryuu».” (Ginryuu = dragão prateado)

(Ginryuu? Esse é o clã da Muir? Ryuu? Ryu como em dragão? Então basicamente, ela é um dragão prateado? Eu não me lembro disso estar na enciclopédia, mas…)

Mesmo embora Hiiro tenha se interessado porque uma palavra fora do seu domínio de conhecimento apareceu, havia outra coisa o incomodando que ele precisava tomar cuidado.

“Oy, Chibi-Usagi. Não conte a ninguém sobre o meu poder, tá bom?”
“Nn? Poder? Do que você está falando?”
“Não se faça de idiota. Quando eu usei minha habilidade, eu percebi que você estava olhando na minha direção.”
“Ho~, fui pega, huh.”
“Eu não me importo. Apenas não conte a mais ninguém.”
“Bem, pelo que eu vi parecia ser uma magia única. Eu acho que você tem seus motivos.”
“…Fique quita, tá bom?”
“Agora, o que eu devia fazer~?”
“S-Sua maldita!”

(Mas eles são cheios de coisas peculiares, esse bando. Eu tenho que manter em mente o fato de que a pequena senhoria é uma «Ginryu». O que é realmente misterioso é esse boya. Mesmo ele sendo um Gabranth, ele pode usar magia? Sem mencionar que é única. Além disso, ele é da mesma raça que a pequena senhorita, um «Ginryuu»…)

Se Rarashik fosse descobrir as respostas pros questionamentos dela, enigma por enigma, Hiiro seriamente considerou usar a palavra “Esquecer” para apagar a memória dela. Enquanto ele estava pensando nisso, Arnold andou em direção a eles.

“S-Shishou, o- o teste…?” (Shishou = mestre(a))
“Nn, Ah? Aa, ela passou. Certifique-se de dizer a pequena senhorita quando ela acordar. Nós precisamos nos certificar de tomar cuidado extra das raízes.”
“S- Sim!”

Arnold genuinamente uma expressão alegre.

“Bem, vamos voltar por enquanto. Nós temos muito sobre o que conversar em relação ao que vai acontecer daqui em diante.”

*pi~pi~pi~pi~pi~!*

Bem quando eles estavam prestes a sair, uma série de toques ecoaram.

“S-Shishou, o que é isso?”
“……Eles voltaram? O que em-?”

Rarashik parecia ter entendido o que o sinal significava. Entretanto, Rarashik franziu a testa, parecendo incapaz de acreditar no que tinha recebido.

“S-Shishou?”
“Por enquanto, nós estamos voltando.”

Em resposta a repentina expressão séria de Rarashik, Hiiro e Arnold podiam só inclinar suas cabeças em confusão. Entretanto, a fim de ouvir a explicação dela, os dois seguiram atrás dela.

Anúncios