Planejando publicar um capítulo desde segunda mas nunca dá tempo. Mas finalmente…

Boa leitura.

Traduzido de NetBlazer

Capítulo 51: A Promessa Entre os Dois

Hiiro fica irritado com o rosto da garota que continua sem expressão, não tendo reagido as palavras dele ainda. Relutantemente, ele da um peteleco de leve na testa dela.

  • “…ya”(Mimiru)

Ela foi surpreendida por ter sido repentinamente atingida e segurou a cabeça com as duas mãos, mas a voz dela, por mais baixa que tenha sido, definitivamente havia sido ouvida.

Entretanto, a própria garota parece não ter notado e começa a escrever em sua prancheta. Vendo aquilo, Hiiro a toma dela.

Ela suspira, então estende ambas as mãos em direção ao Hiiro. Embora ela não tenha dito nada, parece que ela está mandando que ele devolva.

  • “Se você quer que eu devolva, então tente me dizer”(Hiiro)
  • “…!”(Mimiru)

Mimiru o encara com olhos que dizem “Você sabe que eu não consigo falar”. Os olhos dela, entretanto, estavam se enchendo de lágrimas e ela não era nem um pouco assustadora.

  • “Escuta. Eu odeio crianças que se contém apesar de serem crianças. Se machuca, diga que machuca. Se é doloroso, diga que é doloroso. Se tem algo que você quer fazer, diga que você quer fazer. A pirralha que eu conheço pelo menos é mais honesta sobre ela mesma que você.”(Hiiro)

Por ela não ter sua prancheta ela range os dentes, não ser capaz de dizer o que ela quer dizer. Vendo ela daquele jeito, Hiiro solta um pequeno suspiro e coloca a prancheta de lado. Então…

*Punii*…  (Som das bochechas sendo puxadas)

Hiiro puxa ambas as bochechas dela.

  • “I-Isso massuca! Isso massuca!”(Mimiru)
  • “Viu, sua voz saiu.”(Hiiro)
  • “…Eh?”(Mimiru)

Subconscientemente, a garota coloca a mão na garganta. Ela não podia esconder sua confusão com a ideia de que ela tinha acabado de falar.

O tempo parecia ter parado pra garota, mas ignorando aquilo, Hiiro continuou a falar.

  • “Ouça, nunca diga a ninguém que fui eu quem trouxesua voz de volta”(Hiiro)

Mimiru arregalou os olhos, imaginando por que Hiiro pediria aquilo. Ela pensou que se o Hiiro realmente consertou a voz dela, então ela deveria dizer a família dela para que ela e todo mundo pudessem agradece-lo pelo que ele tinha feito. Mas Hiiro disse a ela para não fazer aquilo.

  • “Eh… Por que?”(Mimiru)
  • “Sem perguntas. Eu vou ser o único fazendo perguntas daqui em diante. Você vai responde-las. Lide com isso.”(Hiiro)

Sendo dita tais coisas em rápida sucessão, Mimiru inconscientemente acenou.

  • “Certo, primeira coisa. Eu já deduzi, mas você está relacionada a família real?”(Hiiro)

Notando que ela estava relaxando sozinha no jardim da «Árvore do Rei», Hiiro pensou que ela não fosse uma civil.

(TL: O WP tirou uma palavra na versão em inglês daí ficou “…by herself in the garden of the , Hiiro…”, daí completei com o que fazia sentido.)

Também, o jeito dela de cumprimenta-lo era semelhante aquele da Lilith, a princesa de Victorias que tinha o invocado. Pela atmosfera, ele tinha determinado que, ela era relacionada a família real de alguma forma.

  • “S-Sim. E-Eu me chamo Mimiru King.”(Mimiru)

Ouvindo aquilo, Hiiro estalou a língua.

  • (Se eu me lembro corretamente, o nome do Rei é Leowald King. Isso significa… Isso está se tornando algo maior do que eu pensei que seria.)(Hiiro)

Ele pensou que ela era relacionada a família real, mas ela ser a filha do rei estava fora das expectativas dele. Ele não achou que uma princesa teria permissão pra brincar sozinha num lugar como este.

  • (Acho que isso significa que a ordem publica nesse país é boa assim)(Hiiro)

Depois de pensar aquilo, Hiiro fez outra pergunta.

  • “Como eu disse antes, o fato que eu te consertei com a minha magia é pra ser mantido em segredo. Na verdade, não diga a ninguém nem que você me viu aqui. Apenas diga pra todos que você não sabe a razão pela qual você foi curada. Entendeu?”(Hiiro)
  • “M-Mas por que?”(Mimiru)
  • “Eu te disse ‘sem perguntas’, certo?”(Hiiro)

Mimiru parece desanimada sendo dita pra não falar sobre a existência do Hiiro. Pra ela, não seria suficiente não importa o quanto ela o agradecesse. Ela queria convida-lo oficialmente pra «Árvore do Rei». Mas então, ela repentinamente percebeu.

  • (Ah, é mesmo. Essa pessoa é um fantasma. Ninguém mais pode vê-lo…)(Mimiru)

Ela achou que esse era o motivo pelo qual Hiiro não queria que ela falasse sobre ele pra ninguém.

Na verdade, Hiiro estava entrando em pânico. Seguindo uma sensação de formigamento em sua consciencia, ele acabou restaurando a voz dela. Ele achou que seria algo grande se ela fosse uma civil, mas agora ainda maior sabendo que ela é uma princesa.

Se isso fosse descoberto, ele seria sem duvidas ter atenção da realeza do reino sobre ele. Ele queria prevenir que aquilo acontecesse de qualquer jeito. Ele queria evitar qualquer coisas que restringisse a liberdade dele.

  • “Eu estou partindo agora. Se eu ficar por aqui parece que eu vou me envolver em algo problemático.”(Hiiro)
  • “Ah, por favor espere.”(Mimiru)
  • “Ouça, apenas fique feliz com o fato de sua voz ter voltado. É isso que é ser uma criança, Apenas não conte a ninguém sobre mim.”(Hiiro)

Hiiro diz isso como se ele descartasse o que a Mimiru queria dizer. Então ele começa a escrever a palavra “Transparente” de novo.

  • “Ah, seu nome! Por favor diga me seu nome!”(Mimiru)

Mimiru grita, querendo saber pelo menos aquilo. Hiiro responde a ela enquanto ainda de costas pra ela.

  • “Você não precisa saber.”(Hiiro)

Depois de dizer aquilo, Hiiro começa a ficar transparente. Aos olhos da Mimiru, entretanto, ele ainda aparece tão claro quando o dia. Hiiro começa a correr e deixa o local.

  •  “Ah…” (Mimiru)

Ela tentou chamar e para-lo, mas Hiiro já estava fora de seu campo de visão.

  • (Eu não pude dizer nada… Obrigado eu mesmo o nome dele… Mesmo embora eu tenha recebido um presente tão bom…)(Mimiru)

Era algo ótimo que ninguém mais foi capaz ou seria capaz de dar a ela. Era algo que ela tinha uma vez perdido, e embora ela tenha ansiado por isso, parecia que não havia esperanças de algum dia recupera-la.

Entretanto, Hiiro despedaçou aquela verdade com facilidade e devolveu a coisa mais importante da Mimiru. Ela queria agradece-lo. Ela queria ouvir o nome dele. E sobre tudo, ela queria falar mais com ele.
(CapsUsingShift: Hiiro, the Loli Slayer)

Notando que a prancheta que Hiiro pegou estava no chão ela a pegou, então os olhos dela se arregalaram em surpresa.

  • “Isso é um empréstimo. Eu cobra-la em algum momento. Não se esqueça.”

Ela não sabia quando havia escrito, mas a resposta era “sim” em uma voz baixa. Ela decidiu em seu coração que porque ninguém mais podia vê-lo, ela devia ser aquela que o recompensaria pelo favor dele.

  • (Ghost-san…) (Mimiru)

Enquanto ela olhava pra direção em que o Hiiro partiu, um guarda que estava em patrulha no jardim veio e chamou por ela.

  • “Mimiru-sama, está tudo bem?”(Guarda)
  • “Sim, obrigada por estar sempre se preocupando comigo.” (Mimiru)
  • “Não não, Mimiru-sama é como um anjo pra gente. É evidente que a gente a proteja.”(Guarda)
  • “Muito obrigada” (Mimiru)

O guarda curva-se profundamente

  • “Eu não mereço tal agradecimento. Eu vir de novo. Mimiru-sama, por favor cuide da sua saúde e retorne ao seu quarto na hora apropriada.”(Guarda)
  • “Sim, eu entendo.”(Mimiru)

Mimiru responde o guarda enquanto sorri, e o guarda também sorri e parte.

O guarda que deixou o jardim está perdido em seus pensamentos enquanto andando com um sorriso no rosto.

  • (Caaara, a Mimiru-sama está fofa como sempre. E a voz dela… Eu adoraria ouvi-la cantar de novo. Ah, isso mesmo. Eu posso ouvir a qualquer momento. Porque a voz da Mimiru-sama está…A voz… Dela…)(Guarda)

Ele para de andar, e a lança que ele estava segurando cai ao chão. Os olhos dele arregalados, ele está boquiaberto, fazendo a aparência mais surpresa que ele já fez em sua vida.

  • “Está de vooooooooooooolta!?”(Guarda)

Dizem que o grito dele alcançou todo dentro da «Árvore do Rei».

  • “Hm? O que foi esse grito agora mesmo?” (Arnold)

Arnold pende a cabeça ao ouvir o grito que alcançou a sala de jantar. Não apenas o Arnold, mas todos se faziam a mesma pergunta.

  • “A voz agora a pouco… Do jardim?”(Kuclear)

Kuclear, Enquanto movendo suas orelhas *piku piku*, olha em direção ao oeste.

(TL:*piku piku* = som de espasmos)

  • “Oji-san?”(Muir)
  • “Hm? O que foi, Muir?”(Arnold)
  • “Eu não vejo o Hiiro-san em lugar algum…”(Muir)
  • “Aah… Ele provavelmente foi explorar dentro da «Árvore do Rei» ou algo assim?”(Arnold)
  • “Como eu pensei.”(Muir)
  • “Seria bom se ele não causasse muitos problemas.”(Arnold)

Isso não era na cidade, mas na residência da família real. Se ele fosse vagar por ai desrespeitoso como ele sempre era, havia uma chance de que ele fosse capturado pelos soldados. Arnold começa a suar apenas de pensar sobre o que aconteceria se o Hiiro entrasse em um dos quartos privados da família real.

  • (S-Se for descoberto que o Hiiro na verdade é um Humas, e se ele fizer algo estúpido, eu não vou me safar facilmente também, vou…? Haa, eu te imploro, por favor não cause nenhum problema)(Arnold)

Arnold implora do fundo de seu coração.

  • “Isso me incomoda, então eu vou em direção ao jardim. O que vocês dois vão fazer? Eu acredito que a Mimiru, de quem eu falei antes, vai estar lá também.”(Kuclear)

Kuclear pergunta ao Arnold e a Muir.

  • “Se eu me lembro corretamente, ela é sua irmã, correto?”(Arnold)

Arnold pergunta para verificar.

“Sim. Ela ainda tem nove anos de idade, mas a maneira que ela pensa deixa os adultos na sarjeta. A inteligência dela não pode ser comparada até mesmo com a minha. E as canções dela…”(Kuclear)

  • “Canções?”(Arnold)
  • “Ah, deixa pra lá! De qualquer forma, vamos!”(Kuclear)

O que ela se negou a terminar de falar os incomodou um pouco, mas como ela tinha parado de falar e começou a andar, Arnold e Muir rapidamente seguiram atrás dela.

  • “Ah, o que você vai fazer, nee-chan?”(Arnold)
  • “Eu tenho trabalho a fazer. Eu não tenho tempo livre diferente de você”(Raive)
  • “Oh, é mesmo? Desculpe por ter tanto tempo em minhas mãos!”(Arnold)

Muir sorri como se ela estivesse se divertindo assistindo a troca deles. Deixando pra trás a irmã do Arnold Raive, os três seguem em direção ao jardim.

Anúncios