Era pra mim estar estudando… Só que… Ufffff….
Rodizipa já traduziu os capítulos anteriores, deve postar logo.
Boa leitura.

Traduzido de UnlimitedNovelFailures

Capítulo 13: Saboreando a Carne de Aqua Hound

(Tl: A tradução de ‘Aqua Hound’ seria algo de tipo ‘Cão Aquático’)

A batalha terminou e Hiiro retornou o comprimento de sua espada escrever “original” nela. De qualquer forma, o fio da lamina podia ser considerado apenas como de primeira classe. Atravessou facilmente o oponente como uma faca quente na manteiga.

(Nada menos de uma espada especializada em perfurar.)

“V- Você… o que você fez?”
“Você não deveria estar se preocupando com a nanica em vez disso?”

Ele não tinha intenção alguma de explicar, então ele rapidamente mudou de assunto. Então Arnold rapidamente gritou o nome de Muir. Ela vagarosamente apareceu de trás de uma pedra, onde ela estava se escondendo.
“V- Você está machucada?”
“N- Não.”
“B- Bom~”

Como ele estava aliviado do fundo de seu coração, ele afundou-se no chão. Depois de uma olhada de relance nele, Hiiro embainhou sua espada, Nesse momento, seu estômago roncou e ele foi em direção ao Arnold.
“Hey, oyaiji. Mantenha sua promessa.”
“……. Do que você está falando?”
“Oho…”

Hiiro sacou sua espada da bainha com um pequeno tinido.

“B- brincadeira! Guarde isso!”

O homem gritou em pânico. Hiiro suspirou de mau humor.

“Apenas me dê aquela carne viciante. Meu estômago está completamente vazio.”
“………Hah. Desculpa, Muir. Nunca imaginei que iríamos come-la aqui.”

Ele baixou os ombros com um boo-hoo-hoo, mas Muir brevemente balançou a cabeça.

“N- Não. Ele nos ajudou no fim das contas. A- além disso, a comida tem um gosto melhor com mais gente.”
“Uohhh! Que criança gentil você é, Muir!”

Ele abraçou Muir enquanto gritava emocionalmente. Normalmente isso seria uma cena que aquece o coração, mas Hiiro disse enquanto pressionava ser estômago.

“Apenas siga com isso. Eu estou morrendo de fome aqui.”

Uma veia apareceu na testa de Arnold por causa da atitude dele, mas ele percebeu que não adiantava nada falar algo pro Hiiro, então ele guiou os dois com um grande suspiro.

“Venham cá. Eu vou prepara-la”

Os dois seguiram Arnold até o lugar da fogueira anterior.

“Ehm~ Eu acho que estava… Ah, aqui está.”

Ele remexeu atrás de alguma pedra e tirou um grande saco. Abrindo aquele saco, ele ainda tirou outro saco. Algo denso e pesado parecia estar dentro daquele saco.

“É isso?”
“Sim, dentro está… isso!”

O que ele tirou era uma carne amarrada com um barbante para que não se despedaçasse.

“Essa é a «Carne de Aqua Hound». Além disso é a coxa, a parte mais deliciosa!”

Ele a empurra em sua direção como se pedisse sua opinião.

“Tanto faz, deixa eu comer logo.”
“Você é mesmo um pirralho egoísta. Coma algumas frutas até que esteja pronto. Mas deixe algumas pra mim.”
“…Vou tentar meu melhor.”
“Não, não. Deixe algumas pra mim!”

Hiiro comeu duas das seis frutas que tinham o tamanho de um punho, as quais Arnold tirou do saco. Eram «Gorin Fruit» que ele tinha frequentemente comido antes.

“Mais”
“Já!? Eu tenho que preparar a carne também, então tenha paciência.”

Dizendo isso, o homem pegou uma grande pedra da fogueira. Pela aparencia, a pedra que estava vermelha brilhante estava insanamente quente.

A carne foi colocada sobre ela. Então chiou e gradualmente mudou brilhantemente de cor, soltando o caldo da carne e um cheiro aromático.
Os três não podiam fazer nada além de engolir sua saliva. A jovem Muir não era capaz de desviar o olhar da carne também.

“Ei, não está boa ainda?”

Hiiro perguntou no fim de sua paciência, mas Arnold balançou a cabeça.

“Não, ainda não. Um certo procedimento e necessário pra trazer o melhor sabor dessa carne.”
“Certo procedimento?”

O caldo parou temporariamente de escorrer da carne, então o barbante que a mantinha presa foi cortado. Fazendo isso a carne gradualmente inchou.

“O- Oh, o que é isso?”
“Essa é a técnica de inchamento de carne, exclusiva para «Carne de Aqua Hound»! Deixando sair o excesso de gordura da carne, ela incha. Ela se torna aproximadamente três vezes maior.”

Incrível. Seu tamanho original já era aproximadamente do tamanho de uma bola de vôlei. Três vezes aquilo seria bem grande.
Quando ela inchou ao máximo, era parecida com uma gelatina, de forma alguma com carne. Ele perguntou se era realmente carne, mas o cheiro respondeu pra ele. Antes que ele percebesse ele estava babando.

“Tudo bem, Muir, pegue os recipientes!”

Arnold também estava bem animado. Muir pegou três recipientes do saco enquanto acenava alegremente.
Arnold rapidamente cortou a carne em três linhas retas horizontais com a faca que estava pendurada em sua cintura. Surpreendentemente, a faca cortou a carne sem resistência alguma, como se fosse um pudim. Depois de dividi-la em três, ele a colocou nos três recipientes.

“A- Aqui está! Ah, não coma ainda, pirralho!”

Hiiro tentou comer sem demora, mas Arnold o parou.

“O que? Você quer me torturar?”

Seu estômago estava tocando o alarme já por algum tempo. Se deixado de lado por mais tempo, algo pode acontecer.

“Não seja estúpido. Só vai ser perfeito com isso!”

Dizendo isso, ele tirou um longo recipiente com molho do saco.

“E isso é?”
“Um molho especial feito à partir de «Orczy Fruit»!”
“Tanto faz. O sabor vai ser ainda melhor com isso?”
“Sim, esqueça sobre ficar viciado, isso vai te mandar direto pro paraíso.”
“Heh, interessante. Conte comigo!”

O molho tinha uma cor como a de ketchup, mas era mais fluído que sólido. Tinha um leve aroma doce de fruta.

“Tudo bem! Agora está perfeito!”
“Sim!”
“Mhm.”

Cada um deles respondeu.

“””Hora de comer!”””

Hiiro usou o garfo que recebeu ao invés de uma faca e facilmente corto a carne. Era incrivelmente macia.Ele cortou um certo bocado e o comeu.

“Ohh…..!?”

Um arrepio percorreu sua cabeça.

(De- Desapareceu!?)

Sim, o pedaço que estava em sua boca derreteu e desapareceu. Ainda, ele não estava insatisfeito de forma alguma. A carne tinha desaparecido, mas seu gosto forte estimulava intensamente suas papilas.

(Is- Isto é…!)

Ele pegou outro bocado. E ainda outro.

(Não posso parar!)

Era como se seu corpo estivesse se movendo por conta própria. Seu corpo inteiro almejava mais carne. Cada bocado da carne macia e suculenta parecia como se sua foca estivesse cheia, mas ele não ficou de forma alguma cheio. Ele ainda podia comer mais. E o sabor era enfatizado por…

(Esse molho!)

Esse molho, doce mas de alguma forma azedo, dava à carne um sabor refrescante, que estimulava seu apetite ainda mais. Ele realmente podia comer isso sem parar. Os outros dois estavam devorando freneticamente também.
Então a grande peça de carne tinha acabo. Todos os três tinham uma  expressão de êxtase. Hiiro nunca esperou tal efeito disso.

“…..Fuh, Então, o que você diz sobre essa carne, pirralho?”

Hiro fechou seus olhos e se imergiu no sabor posterior. Então ele abriu seus um pouco seus olhos e deu um suspiro frio.

“Bom trabalho, meu servo.”
“Eu sei, certo? afinal, essa carne. Espera, quem você está chamando de servo!?”
“Só uma piada. Não faça confusão você, vai apenas arruinar o clima.”
“A droga da culpa é sua!”
“Awawah!”

Vendo a troca deles, Muir ficou desnorteada.

“Hmpf, tanto faz. Então, pirralho, qual é seu nome?”
“Diga o seu primeiro.”
“Você é mesmo egoísta! Caramba, Eu sou Arnold Ocean. Um aventureiro e cozinheiro!”
“Um cozinheiro? Entendo, isso explica o jeito que você cozinha.”
“Sim, eu viagei pelo mundo todo por receitas culinárias. Considere-se sortudo.”
“E a nanica é?”
“Ei, escuta aqui!”

Arnold retrucou, então continuou com um suspiro.

“O nome dela é Muir Castreia. Eu a peguei durante minha viagem.”
“Oh, então nesse mundo as crianças ficam espalhadas por aí.”
“Até parece! Elas não são baús de tesouro!”
“Não?”
“Claro que não! Algumas coisas aconteceram na vila dela.”

Isso indicava que ele não queria falar mais sobre isso, Muir também abaixou os olhos lamentando de alguma forma.

(Eles tem seus motivos, huh. Bem, eu não estou interessado mesmo)

Um protagonista bastante prático.

Anúncios